AM 1440 - A cor que você ouve

Americana terá Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência

O prefeito de Americana, Omar Najar, sancionou na tarde desta terça-feira (17) a Lei Nº 6.404, de 2/3/2020, que cria o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CMDPcD), vinculado à Secretaria de Ação Social e Desenvolvimento Humano (SASDH). O Conselho terá o objetivo de promover e acompanhar a política municipal dos direitos da pessoa com deficiência,

“O fortalecimento das políticas públicas será fundamental para a inclusão das pessoas com deficiência do nosso município. Americana ainda não tinha criado o Conselho e acho importante essa ação no sentido de zelar pelos direitos da pessoa com deficiência”, disse o prefeito Omar Najar.

Para o secretário da SASDH, Aílton Gonçalves Dias Filho, a criação do Conselho vai direcionar as ações em prol da pessoa com deficiência e implementar as políticas públicas de atendimento. “São muitas as atribuições que o Conselho terá para garantir os direitos da pessoa com deficiência e promover condições para o fortalecimento de uma política pública de atendimento em toda a rede.”

O CMDPcD terá atribuições como aprovar planos e programas da Administração Pública Municipal Direta ou Indireta; acompanhar o planejamento e avaliar a execução das políticas públicas municipais de educação, saúde, trabalho, assistência social, transporte, cultura, turismo, desporto, lazer, política urbana, reabilitação e outras relativas à pessoa com deficiência; acompanhar a elaboração e a execução da proposta orçamentária do Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência; propor a elaboração de estudos e pesquisas que objetivem a melhoria da qualidade de vida da pessoa com deficiência; propor e incentivar a realização de campanhas visando à prevenção de deficiências e a promoção dos direitos da pessoa com deficiência; manifestar-se, dentro dos limites de sua atuação, sobre a administração e condução de trabalhos de prevenção, habilitação, reabilitação e inclusão social de entidade particular ou pública, expedindo, quando houver notícia de irregularidade, recomendação ao representante legal da entidade, caso assim entender cabível, entre outras atribuições.

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

× Fale Conosco!