AM 1440 - A cor que você ouve

Cobrança de bilheteria já garantiu R$ 899.210,47 em investimentos no Parque Ecológico

O Parque Ecológico Municipal “Cid Almeida Franco” já recebeu R$ 899.210,47 de investimentos em diversas melhorias desde o início da cobrança de bilheteria no local. O balanço foi divulgado nesta quarta-feira (18) pela Secretaria de Cultura e Turismo de Americana e se refere ao período de fevereiro de 2018 a novembro de 2019.

O valor das bilheterias é destinado ao Fundo Especial de Revitalização e Manutenção do Parque Ecológico e do Jardim Botânico, sendo revertido em benfeitorias nos dois espaços. Durante um ano e nove meses de cobrança, já foi arrecadado o total de R$ 1.119.611,58, restando um saldo de R$ 220.401,11, que será utilizado para dar início aos investimentos já aprovados para 2020 pelo Conselho Gestor do Parque Ecológico, em reunião realizada no início deste mês.

De acordo com a secretaria, os recursos arrecadados permitiram investimentos nas reformas ou intervenções significativas em vários recintos: do furão; do mutum, do tigre d’água; das serpentes; do veado-catingueiro; do jacaré-do-pantanal e do papo-amarelo; da harpia; do urubu-rei; da irara; do mangusto; dos pelicanos; do papagaio-verdadeiro; da ariranha; e do hipopótamo. Já os micos-leões-dourados ganharam um recinto totalmente novo.

Além dos recintos, os desassoreamentos foram obras importantes realizadas neste período. Receberam este serviço: o lago grande dos primatas, sendo retirados 8.552 metros cúbicos de barro e de material utilizado para o acesso ao local com o objetivo de aprofundar a lagoa; o lago dos jacarés, que recebeu ainda troca do alambrado lateral com altura de 1,80m e reforma da comporta; o lago do flamingo; e o córrego que fica em frente ao recinto do hipopótamo. As reformas realizadas também permitiram a reabertura de vários acessos, permitindo ao visitante percorrer todos os espaços do Parque.

O secretário municipal de Cultura e Turismo, Fernando Giuliani, destacou ainda os investimentos em pavimentação, na praça de alimentação e no playground, que recebeu uma casa do Tarzan, duas gangorras novas e a reforma de duas antigas, construção do lava-pés para as crianças e sete jogos de contêiner de lixo. “Foram adquiridos também novos equipamentos para manutenção do Parque, sendo dois sopradores e duas roçadeiras. Dez conjuntos de lixeira de metal foram recuperados, entre outras ações de melhorias na bilheteria, espaços que receberam pintura, colocação de guarda-corpo de eucalipto em vários pontos e execução de projetos importantes”, comentou.

Segundo o diretor do Parque Ecológico, João Carlos Tancredi, no início do ano devem ser entregues novos sanitários que já estão na fase final de obras. “Para 2020, já estão programadas a aquisição de um caminhão F4000; um trator pequeno; uma bobcat; um carrinho elétrico; uma câmara fria para conservação de carnes e legumes; além da aquisição de brinquedos com acessibilidade para crianças”, explicou.

No próximo ano, devem ser realizadas ainda as reformas dos recintos dos canídeos, pequenos e grandes felinos, urubu rei, e cracídeos; construção de portaria na rua lateral do Parque Ecológico; reforma da entrada do Jardim Botânico e construção do orquidário no local. Caso necessário, essa programação de aquisições e obras pode ser alterada por deliberação do Conselho Gestor, que foi criado por meio da Lei Municipal nº 5999/2016.

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

× Fale Conosco!