AM 1440 - A cor que você ouve

Crianças do Jaguari recebem Carreta Literária

As crianças da Casa da Criança Jaguari receberam com curiosidade e alegria a chegada da Carreta Literária na escola na manhã desta quinta-feira (11). A inauguração da biblioteca itinerante teve as presenças do prefeito Omar Najar, da secretária de Educação, Evelene Ponce Medina, representantes da CPFL, os vereadores Welington Rezende, Thiago Martins e o presidente da Câmara Luiz Cezaretto; além de membros da comunidade e crianças da comunidade.

A carreta é uma ação do Circuito CPFL e foi desenvolvida e equipada em parceria entre a Rede Educare e o Instituto CPFL. O equipamento será mantido por um ano pelo projeto e, depois, será doado à Prefeitura de Americana, que pretende levá-la a diversas unidades da rede municipal.

Em um primeiro momento, com as crianças sentadas ao lado da Carreta, aconteceu um juramento repetido pelas próprias crianças e professores. “Prometo cuidar dos livros como se eles fossem nossos melhores amigos”. Próximo à Carreta estavam duas tendas de aproximadamente 4 m de largura e 3 m de altura, cada uma, e puffs coloridos espalhados pelo chão. Sob a tenda e próxima dela ficavam mesas cobertas de livros infantis. Um cenário que convidou as crianças a circularem entre os livros.

O prefeito se entusiasmou com o projeto. Entrou na carreta, um equipamento móvel, que remete a um food truck, e pegou alguns livros, manuseando-os. “Temos que agradecer à CPFL por proporcionar aos nossos alunos o contato com estes livros. É uma parceria importante para a educação de Americana”, ressaltou.

“Incentivar a leitura é um projeto permanente em nossa Rede Municipal de Ensino. Esta Carreta é uma ideia brilhante. A escola tem que se modernizar. Encontrar novas formas de motivar o aluno à leitura. A Carreta é um espaço diferente e lúdico para a atividade literária. É como se o aluno entrasse em um carrinho de lanche e pedisse o cardápio. No nosso caso, um cardápio com um menu apresentando uma diversidade de livros. Esta é uma nova forma de incentivar o leitor iniciante. Não está fácil competir com a internet”, ressaltou a secretária.

Evelene, disse ainda que a CPFL enviará ainda para Americana mais 100 livros para alunos de cinco e seis anos de idade. O acervo que será doado para a Rede Municipal, antes com o número de 500 livros, chegará a 600 livros para alunos dos primeiros e segundos anos do Ensino Fundamental e alunos de quatro e cinco anos de Emeis e Casas da Criança.

Para a diretora da Casa da Criança, Ketty Manzi, é uma honra para a escola receber o “food truck literário”. “Na nossa escola incentivamos a leitura desde o berçário. É sempre enriquecedor termos novos projetos envolvidos com literatura. Queremos que nossas crianças se tornem um adulto leitor, um cidadão”, afirmou.

Segundo a professora da unidade de ensino, Marilise Pantarotto, é enriquecedor trabalhar livros com crianças. “Proporcionar à criança, desde muita pequena, o contato com o livro de qualidade colabora com o desenvolvimento cognitivo e cria um hábito para os novos leitores”, disse.

A Carreta Literária

A Carreta vai atingir cerca de 10 mil alunos da Rede Municipal de Americana. Cada escola terá acesso ao acervo da biblioteca por cerca de uma semana. Para aproximar os alunos dos livros as classificações da biblioteca são: Entrada, Prato Principal e Sobremesa. Nas opções de Entrada, oferece “aperitivos” como crônicas, contos e outras leituras breves. A opção Prato Principal sugere obras da literatura clássica e best sellers. Já para a sobremesa, as alternativas mais “doces” da literatura: livros infantis e de poesia.

Após a permanência em cada uma das 49 escolas municipais de Americana, o acervo, junto com a Carreta Literária, será doado à Secretaria de Educação. Pelo roteiro traçado pela secretaria de Educação, que pode ser sofrer alterações, a Carreta, depois da Casa da Criança Jaguari, irá, nos dois próximos meses, para a Emef Jonas Correa de Arruda Filho (bairro Vila Margarida), Emeis Paturi (Vila Mariana), Araçari (Vila Bertine III) e Batuíra (São Luiz), Ciep São Vito, Casa da Criança Manacá (São Vito), Emei Potira (São Manoel), Creche Taperá (São Manoel), Emei Jacina (Jardim Colina) e Creche Curimã (São Vito). A previsão é que a Carreta fique em Americana até o primeiro semestre do ano que vem.

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.