AM 1440 - A cor que você ouve

Funcionário da Fundação Casa faz disparos em avenida de Americana e tira a própria vida

Esquina da Avenida Dr. Campos Salles com Rua Olavo Bilac, na Vila Jones, à luz do dia

Um homem de 38 anos, funcionário da Fundação Casa, fez vários disparos com uma pistola semiautomática e em seguida tirou a própria vida na tarde desta terça-feira , 19, em plena Avenida Dr. Campos Salles, na Vila Jones, em Americana.
Um tenente da Polícia Militar, com treinamento em gerenciamento de crise, conversou por cerca de 20 minutos com o homem armado na tentativa de fazê-lo desistir.
Ele morava na Rua Olavo Bilac, que cruza a avenida, era casado e tinha dois filhos – de 11 anos e de um ano de idade.
O homem saiu de casa com a pistola de calibre 380 nas mãos e caminhou 100 metros até a avenida onde ficou por cerca de 1h20 falando palavras desconexas e com a arma apontada para o próprio corpo.
O trânsito no local foi interrompido, comércios fecharam as portas, moradores de um edifício e de algumas casas ficaram trancados. Muitos acompanharam a situação pela janela e gravaram imagens com celular.
Antes de atirar contra o próprio corpo, o agente da Fundação Casa fez pelo menos dez disparos para o alto e para o chão. Nesse momento, algumas pessoas que ainda estavam nas calçadas se jogaram no chão.
“Usamos as táticas de convencimento, para acalmá-lo, mas ele chegou ao estremo e atirou contra o próprio corpo”, disse à RÁDIO AZUL, o tenente Marcel, da PM, que tentou a negociação.
O homem morreu no meio da avenida. O delegado Robson Gonçalves de Oliveira, da Polícia Civil, esteve no local e acompanhou o trabalho dos peritos do Instituto de Criminalística. Nove cápsulas deflagradas foram achadas no asfalto.

O delegado vai abrir inquérito para apurar as causas. A família e colegas de trabalho serão convocados para depor.

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

× Fale Conosco!