AM 1440 - A cor que você ouve

Corinthians marca dois gols, mas sofre empate e está fora da Sul-Americana

A derrota em Itaquera pesou contra o Corinthians na noite dessa quarta-feira, no segundo embate com o Independiente Del Valle, pela semifinal da Copa Sul-Americana.

Diferente do que fez em casa, o Timão se impôs no Estádio Olímpico de Quito e esteve à frente no placar em duas oportunidades, mas não foi suficiente para obter a classificação heróica à final do torneio continental.

O Del Valle, mesmo sem jogar tão bem como fez em São Paulo, frustrou os corintianos ao arrancar o empate por 2 a 2 e se garantir na primeira final única da Copa Sul-Americana.

Primeiro tempo

Ciente da necessidade em mudar a cara do Corinthians para buscar a improvável classificação, Fábio Carille resolveu apostar em uma escalação inédita na temporada. Sacou Júnior Urso, manteve Vital no banco e também tirou Clayson para apostar em Ramiro, Sornoza e Mauro Boselli.

As mudanças não ficaram apenas nos nomes. A postura também foi bem diferente daquela vista em Itaquera. Os paulistas controlaram o ímpeto na hora de abafar a saída de bola dos rivais, dificultaram o toque de bola dos equatorianos e conseguiram obter mais posse.

Foram cerca de 20 minutos de um jogo morno até o Corinthians tomar o controle da disputa. O primeiro susto foi imposto por Boselli, que obrigou o goleiro Pinos a fazer grande defesa depois de bola levantada por Sornoza.

Na sequência, o goleiro da casa nada pôde fazer. Ralf roubou a bola no meio de campo e armou o contra-ataque. Pedrinho serviu Love e Boselli, em sua estreia como titular na Copa Sul-Americana, só escorou o cruzamento para as redes.

Antes do intervalo, Cássio salvou o Timão com uma defesa impressionante, no contrapé, e Vagner Love fez fila antes de disparar uma bomba no travessão. No rebote, Ramiro cruzou e Love mais uma vez esteve muito perto de ampliar.

Segundo tempo

O panorama pouco mudou na etapa final, apesar de Torres ter assustado aos corintianos com uma finalização de dentro da área que raspou a trave de Cássio. O Corinthians manteve a pressão, que só aumentou quando Fábio Carille trocou Ramiro por Calyson.

A alteração, porém, teve pouco tempo para ser eficaz. Em um momento que o cansaço consequente dos 2.850 metros de altitude começaram a ser percebidos nos atletas corintianos, o Del Valle encaixou um contra-ataque fatal nas costas de Fagner.

Manoel tentou fazer a cobertura, mas Sánchez foi mais rápido, teve toda a liberdade para invadir a área e tocar no meio das pernas de Cássio antes de sair para o abraço.

Apesar do balde de água fria, o Corinthians voltou para o jogo com um pênalti em cima de Danilo Avelar conferido com o auxílio do VAR. Clayson não desperdiçou, mas Cabeza, que vai entrado há pouco, aproveitou cruzamento da direita que atravessou toda a área alvinegra para marcar seu gol e determinar o empate por 2 a 2.

Agora, os equatorianos aguardam Atlético-MG ou Colón, que se enfrentam nesta quinta-feira, no Mineirão. No confronto de ida, os argentinos fizeram 2 a 1 no Galo.

Ao Corinthians agora resta o Campeonato Brasileiro. Domingo, às 11h (de Brasília), o Timão recebe o Vasco em Itaquera. Campeão Paulista, o Corinthians é o quinto colocado na competição nacional.

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

× Fale Conosco!