AM 1440 - A cor que você ouve

Saúde suspende todos os serviços eletivos

O secretário de Saúde, Gleberson Miano, esteve reunido com sua equipe técnica na manhã desta quarta-feira (18) para definir as novas ações de enfrentamento ao novo coronavírus. Dentre as medidas adotadas, a Secretaria suspendeu todas as consultas médicas (exceto as consultas oncológicas, de neurologia, psiquiatria e nefrologia) e cirurgias agendadas. Somente serão mantidos os exames de urgência e emergência, de acompanhamento de gestantes e casos específicos que serão avaliados pela equipe técnica.

A recomendação é de que as consultas eletivas do serviço médico da rede privada também sejam temporariamente suspensas, para ajudar no isolamento social, principalmente da população idosa.

A Secretaria de Saúde também deverá requisitar servidores de outros setores da administração para auxiliar nos trabalhos, dependendo do cenário das próximas semanas. Esse remanejamento já havia sido definido durante a última reunião do comitê de crise, realizada na terça-feira (17). Servidores de outras secretarias e setores da Administração também poderão ser requisitados para atuar temporariamente na Saúde.

Os pacientes que necessitam transporte para tratamento em outros municípios, bem como os que precisam agendamentos diversos deverão realizá-los por telefone.

As unidades básicas permanecerão abertas, com equipe médica e de enfermagem aptas ao atendimento normal. O setor de odontologia das unidades e do CEU (Centro de Especializadas Odontológicas) irão realizar apenas atendimentos de urgência e emergência. Os Caps (Centro de Atenção Psicossocial) também continuam com as portas abertas. Em todas as unidades estão suspensas as atividades em grupo, mesmo nos espaços externos. As reuniões, encontros, capacitações e eventos diversos também estão suspensos em todos os setores da Saúde.

Também ficou determinado que as receitas dos medicamentos de uso contínuo terão validade de seis meses a partir da data de vencimento da receita, exceto os medicamentos controlados,

HM terá ala especial e restrição de visitas

O Hospital Municipal “Dr. Waldemar Tebaldi” (HM) irá disponibilizar uma área do antigo pronto-socorro para o atendimento dos pacientes que apresentarem sintomas da doença, como febre, dificuldade respiratória, tosse e dor de garganta.

O HM irá dispor de até 15 leitos preparados com ventiladores mecânicos e demais equipamentos  para atender os casos graves e a orientação é para que os pacientes com sintomas de gripe se dirijam diretamente ao antigo pronto-socorro e não no espaço recentemente inaugurado, que seguirá atendendo os outros casos de urgência e emergência.

A instituição também cancelou todas as visitas hospitalares, ficando a critério médico a presença de acompanhantes junto aos pacientes internados. O setor de serviço social irá disponibilizar diariamente um boletim médico de cada paciente aos familiares.

Medidas mais restritivas poderão ser adotadas ao longo dos próximos dias, de acordo com o que a situação de momento exigir, afirmou Gleberson, ao final do encontro.

você pode gostar também

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

× Fale Conosco!